Voltar

Diversificação para o pequeno e médio fruticultor - Uma sugestão




O pequeno e médio fruticultor, embora descapitalizado e não contando com crédito bancário na maioria dos casos, necessita de fonte de renda no maior número de meses possível do ano.

A diversificação de seu pomar quanto às espécies de fruteiras, bem como de variedades dentro de cada espécie pode ser uma saída interessante. As diferentes espécies de fruteiras e suas variedades apresentam colheitas em diferentes épocas do ano, evitando-se a concentração da colheita em poucos meses do ano e permitindo oferta de frutas em quase todos os meses do ano.

A oferta de várias espécies e várias variedades dentro de cada espécie, com certeza contaria com a aprovação do consumidor que não ficaria na dependência de frutas da estação.

A diversificação da fruticultura contribuiria ainda para a conservação da riqueza do germoplasma nacional. O germoplasma sob forma de plantas cultivadas no solo, ficaria conservado e perpetuado em numerosos cestos, evitando-se o risco de perdê-los se estivessem depositados apenas nos bancos de germoplasma de poucos institutos como a Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia e outros.

Assim, numa propriedade poderiam ser cultivados, é claro, respeitando-se as limitações de área:

Citros - além de laranjeiras Pera Rio, Valência, Hamlim, laranjas baía e baianinha, laranja lima, tangerina cravo, mexerica cravo, mexerica Ponkan, limões verdadeiros como o siciliano, o cravo e o galego, lima ácida Tahiti, lima da Pérsia, grapefruit, murcote.
Banana - não apenas a nanica, maçã e prata, mas a Pacovã (banana da terra),

São Tomé, ouro e tantas outra.

Mangueira - não apenas a espada, rosa e coquinho, mas variedades finas como a Haden, Tommy Atkins, Keitt e tantas outras.

Abacate - várias variedades mexicanas, jamaicanas e outras.

Mamão - formosa, papaya e outros.

Abacaxi - várias variedades.

Goiaba - várias variedades.

Jabuticaba - variedades híbridas que demoram menos tempo para dar colheitas.

Pitanga - propagam-se facilmente por sementes; as mais produtivas poderiam ser aproveitadas para produção de mudas por estaquia e outros processos.

Acerola - devido ao seu alto teor em vitamina C, vem contando com crescente aceitação pelo consumidor.

Pessegueiro, ameixeira, nespereira - plantio de variedades mais precoces
Fruta-do-conde, fruta-da-condessa e outras anonáceas - nas regiões mais secas.
Caju - em terras próximas à orla litorânea.

Há uma infinidade de outras espécies, cujas mudas podem ser adquiridas de viveristas de confiança e que, com o passar do tempo, terão crescente aceitação do consumidor.


Voltar